Risco de Investimento

Na hora de investir você é do tipo que analisa riscos e busca planejar-se para minimizá-los ou, em alguns casos, anulá-los? Se a resposta for não, eu lhe convido a ler este artigo até o final para compreender um pouco melhor sobre o risco de investimento.

Ter ciência antecipada de um caos iminente ajuda na organização e na precaução em casos inesperados. Isso possibilita mais efetividade no mercado, melhores resultados e, com certeza, faz do profissional um investidor audacioso, que sabe onde pisa.

Para que você compreenda melhor os principais riscos de investimentos separamos alguns exemplos que podem surgir na sua rotina. Descubra também nos tópicos abaixo como reduzi-los ou evitá-los. Boa leitura!

Compre ações e se torne sócio das maiores empresas do Brasil.

Afinal, o que é risco de investimento?

A palavra risco consiste em um perigo iminente com causas diversas. Estar sujeito a essa condição provoca preocupação e ansiedade nos indivíduos envolvidos. Para alguns correr riscos é um método de não estar acomodado, mas há algumas precauções para isso.

No mundo dos negócios, risco de investimento representa a possibilidades de um projeto não dar certo em detrimento dos esforços aplicados. Nenhum empreendedor quer ver seu tempo, dinheiro ou trabalho de equipe jogado fora. Para evitar essa situação, esteja atento aos riscos abaixo.

Risco de crédito

O risco de crédito é um dos mais comuns na vida de um investidor. Ele consiste na possibilidade de uma instituição não honrar o pagamento ao aplicador financeiro, gerando inadimplência e limitando o recebimento dos lucros sobre o recurso aplicado.

Risco de liquidez

A liquidez é a condição de possibilidade de movimentação financeira que o investidor tem junto ao seu agente financeiro. Essa possibilidade permite que a aplicação gere lucros com frequência.

Quando um investidor se encontra diante de uma liquidez baixa, essa movimentação fica comprometida, aumentando os riscos de prejuízos em casos de oscilação econômica.

Risco de mercado

E por falar em oscilação econômica, podemos ressaltar também o risco de mercado. Essa iminência consiste na possibilidade de prejuízos decorrentes à inconstância do período econômico do investimento.

Esse tipo de risco é bastante comum em aplicações do mercado de variáveis, como em ações ou fundos de investimento.

Risco Operacional

Risco operacional consiste na incidência de falhas durante a execução do investimento. Tais ocorrências podem ser provenientes de problemas em equipamentos de um agente financeiro, erros humanos em controle de custos e gerenciamento das quantias aplicadas ou, também, na administração ineficiente de recursos do investidor.

Risco regulatório

O risco regulatório é aquele que surge quando um órgão regulador, por exemplo o Governo Federal, provoca alterações na legislação ou nas determinações de uma diretriz de investimento.

Como reduzir ou evitar riscos de investimento?

Para garantir a segurança no seu investimento, a melhor opção é fazer uma diversificação saudável dos seus ativos. Isso significa que, ao aplicar recursos em um determinado ativo, é importante buscar aquilo que você domina e tenha o controle nas mãos.

Esteja sempre pesquisando sobre as variações do mercado. Além disso, busque criar uma proteção financeira, que resumidamente é a garantia dos pagamentos de seus empréstimos e financiamentos em caso de imprevistos.

E agora? Conseguiu compreender melhor o que é risco de investimento e a necessidades de estar sempre monitorando as condições de suas aplicações?

Outra opção de segurança é estar sempre antenado nos assuntos relacionados aos investimentos e aplicações financeiras, por isso, assine agora mesmo nossa newsletter e receba periodicamente no seu e-mail todos os conteúdos divulgados aqui no blog.