Principais investimentos a curto prazo

Você já ouviu falar de investimento a curto prazo? Esse tipo de aplicação é bem visada por aqueles que buscam maior liquidez de seus ativos, resultando num retorno rápido e bem satisfatório.

Sabe-se que o ativo de curto prazo é uma parte fundamental da carteira de investimento, pois possui um índice de conversão acelerado. Ele consiste num bem ou direito que uma empresa possui de fácil transformação monetária.

Assim, utilizando os ativos de curto prazo é possível lucrar com investimentos de menor volatilidade, assegurando um retorno prévio da sua aplicação financeira. Veja nos tópicos abaixo os principais tipos de investimento a curto prazo e descubra como lucrar com eles!

1. LCI e LCA

A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de Crédito Agropecuário) são métodos de aplicação financeira bem semelhantes. A única diferença entre as duas é o lastro.

Ambos são caracterizados por garantir um rendimento fixo emitido por bancos e acrescentados por empréstimos imobiliários, no caso das LCI, e empréstimos agropecuários no caso da LCA.

As aplicações podem garantir rentabilidade pré ou pós-fixada. Isso significa que o investidor tem o conhecimento exato do quanto receberá durante o período de investimento ou então terá retorno variável, segundo as taxas de juros em vigência no mercado.

Uma das grandes vantagens desses investimentos é o fato deles serem isento do IR (Imposto de Renda). Isso é bom porque garante uma rentabilidade líquida melhor, podendo ficar ainda mais expressiva em investimento a longo prazo.

Outro benefício que destaca a LCI é a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que funciona como um seguro de investimento para o limite de aplicação em R$ 250 mil. Se caso a instituição bancária passar por dificuldades ou até chegar falir, o FGC garante a seguridade do valor investido.

2. CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é uma aplicação de renda fixa altamente segura. Ele é emitido pelas instituições financeiras com o objetivo de fazer captação de recursos a fim de realizar o financiamento das suas atividades.

O CDB é um título que funciona como um empréstimo do investidor para os bancos, e em troca disso a instituição retorna o dinheiro investido com a atualização das taxas de juros.

3. Tesouro Selic

Semelhante ao CDB, o investimento em Tesouro Selic é um dos mais indicados para quem está buscando iniciar uma vida de aplicações financeiras. Esse é um título emitido pelo Tesouro Nacional, funcionando basicamente como um empréstimo ao poder público com retorno atualizado sob referência da taxa Selic, 6,50%  ao ano (dezembro de 2018).

Esse é um tipo de aplicação com grau de risco quase que nulo, onde mesmo com uma taxa de liquidez alta, o que impede maiores índices de rentabilidade, acaba sendo uma ótima forma de preservar aquele recurso de emergência.

Principais investimentos a curto prazo

Muitos estão migrando das cadernetas de poupança para o Tesouro Selic pelo fato dele não ser influenciado pela inflação vigente.

Como você deve ter percebido nos tópicos acima, investir a curto prazo pode ser bem vantajoso e apesar de ter riscos diminuídos quando comparado ao investimento a longo prazo, esse método exige também um planejamento estratégico para proporcionar retornos realmente rentáveis.

Se esse artigo tiver lhe ajudado a compreender melhor o investimento a curto prazo, compartilhe-o em suas redes sociais e proporcione aos seus amigos a mesma possibilidade de conhecer essa forma de lucrar com aplicação financeira!