Porto Seguro (PSSA3) 4T19

Porto Seguro (PSSA3): bom crescimento nas receitas, apesar de decepção nos resultados operacionais e financeiros

Porto Seguro acabou de reportar resultados mistos no quarto trimestre de 2019 (4T19), com lucro líquido de R$ 371 milhões (vs. R$ 379 do consenso de mercado). Embora a seguradora tenha apresentado crescimento de receita, os ganhos foram impactados por (1) um pior resultado operacional; e (2) deterioração dos resultados financeiros. No geral, vemos o resultado como neutro. O crescimento das linhas de receita é um fator importante e esperado para a seguradora, mas deve ser seguido por melhores resultados operacionais, o que não foi o caso no trimestre. Mantemos nossa recomendação neutra para as ações e preço alvo de R$ 58,00.

porto-seguro-pssa3

Principais Destaques
As receitas foram positivas, crescendo 5,2% A/A para R$ 4,9 bilhões (vs. 2,7% A/A para R$ 4,6 bilhões no 3T19).
A frota segurada cresceu aproximadamente 100.000 A/A e 200.000 T/T para 2,7 milhões de veículos. Por outro lado, a empresa parece ter perdido participação de mercado, pois os resultados dos primeiros 11 meses de 2019 (11M19) mostraram uma fatia de 27,2% (vs. 27,8% em 2018).
O índice combinado da seguradora deteriorou-se em 2,4% A/A e 1,4% T/T para 95%, impulsionado principalmente por: (1) maior sinistralidade em 53,2% (vs. 52,1% no 4T18 e 53,1% no 3T19); e (2) maior comissionamento também que atingiu 22,9% (vs. 21,6% no 4T18 e 22,7% no 3T19).
Os resultados financeiros caíram 9,4% A/A para R$ 270 milhões (vs. um crescimento de 12,4% A/A para R$ 252 milhões no 3T19). Apesar de uma queda significativa, é resultado das taxas de juros mais baixas. A empresa conseguiu entregar 191% da taxa CDI (benchmark) no trimestre.
Por fim, a taxa efetiva de impostos de 29,2% (vs. 35,9% no 4T18) impactou positivamente os resultados, devido à queda da CSLL 20% para 15%.