“O que é tesouro direto?”

Essa é uma dúvida recorrente entre muitos brasileiros que estão começando a buscar alternativas de investimento mais rentáveis que a poupança. Nos últimos anos, esse termo vem aparecendo com frequência em blogs e canais do YouTube que abordam o assunto de finanças e, por isso, é claro que não poderíamos deixar de falar sobre ele aqui.

Se você também precisa entender como essa ferramenta do governo federal funciona, não deixe de conferir o nosso artigo e as informações essenciais que trouxemos!

O que é tesouro direto?

O tesouro direto nada mais é do que o programa do Tesouro Nacional, junto com a antiga BM&F Bovespa (Bolsa de Valores, Mercadorias & Futuros e Bolsa de Valores de São Paulo), destinado à venda de títulos públicos para pessoas físicas, através da internet. Ao contrário do que muitos pensam, ele não é o ativo financeiro em si. Basicamente, o tesouro apenas proporciona uma forma mais segura, simples e prática de investir nos títulos emitidos pelo Governo Federal.

Apesar de ter sido lançado em 2002, foi só nos últimos anos que o tesouro direto ganhou maior adesão por parte da população. Segundo os dados mais recentes, o estoque de recursos aplicados alcançou a marca de R$ 56,1 bilhões e o número total de investidores chegou a mais de 3,5 milhões de pessoas cadastradas e mais de 800 mil ativas.

Mesmo com a popularidade crescente, ainda há muita confusão sobre o funcionamento do tesouro. As perguntas variam entre “É um investimento seguro?”, “Vale a pena?”, “Como faço para investir nele?” e coisas do tipo. Continue a leitura para ver as respostas dessas e outras dúvidas comuns.

O que são os títulos públicos?

Essa é uma parte importante para entender o que é tesouro direto. Os títulos da dívida pública federal são ativos financeiros de renda fixa, ofertados para que as pessoas físicas possam financiar os investimentos do Estado em saúde, educação, infraestrutura e outras áreas necessárias à sociedade que são de responsabilidade do mesmo. Em troca, quem emprestou o dinheiro recebe sua remuneração com uma boa taxa de juros sobre esse empréstimo.

Como o tesouro direto tem o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos, é possível fazer aplicações a partir de R$ 30,00, apenas. Isso é muito diferente do que ocorria antigamente, quando só era possível investir indiretamente nos títulos, por meio de fundos de renda fixa. Esses fundos tinham altas taxas de administração, especialmente para aplicações de baixo valor, o que reduzia a atratividade desse tipo de ativo e desmotivava os investidores.

Quais os títulos ofertados pelo tesouro direto?

  • Tesouro Selic;
  • Tesouro IPCA+;
  • Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais;
  • Tesouro IGPM+ com Juros Semestrais;
  • Tesouro Prefixado;
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais.

Vale ressaltar que não existem documentos físicos que representem os títulos públicos, portanto, eles são negociados apenas escrituralmente. A garantia da aplicação é fornecida por um número de protocolo gerado na operação, assim como pelo registro do título adquirido no seu CPF – este podendo ser consultado a qualquer momento através do extrato no site do programa.

O que é necessário para investir no tesouro direto?

Investir em tesouro direto é mais simples do que muitos pensam. Primeiro, é preciso ter um CPF e uma conta corrente em um banco, para garantir a movimentação do dinheiro. Em segundo lugar, é necessário escolher um agente de custódia para intermediar suas transações com o tesouro direto, que pode ser um banco ou uma corretora.

Geralmente, os grandes bancos cobram altas taxas de administração, o que faz com que as corretoras de valores sejam as queridinhas dos investidores.

Como próximo passo, você precisará solicitar o cadastramento no tesouro  direto diretamente conosco no link ABRA SUA CONTA. O agente fica responsável por abrir uma conta no seu nome, para que você consiga operar com o tesouro direto. Com isso, será entregue uma senha provisória que permitirá a realização do seu primeiro acesso na área restrita do programa.

É sempre bom lembrar de que as instituições que funcionam como agente integrado garantem a possibilidade de realizar as transações pelo seu próprio site, evitando que você precise operar a área restrita do tesouro direto. Isso muitas fezes facilita a visualização dos títulos e dos investimentos já aplicados, sendo assim, vale a pena procurar por esse tipo de banco ou corretora.

É seguro investir em tesouro direto?

Quem ainda não entende muito bem do programa pode ficar com um pé atrás pela falta do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), entretanto, não é necessário ter esse medo. Além de ser ativo de renda fixa, possibilitando a visualização do seu rendimento no momento da compra, os títulos públicos são 100% garantidos pelo Tesouro Nacional, fazendo deles a alternativa de investimento com menor risco de todo o mercado.

Dada a menor volatilidade dos seus ativos, o tesouro é considerado um investimento mais conservador e seguro. De fato, a única forma de perder dinheiro nele seria retirando o montante aplicado antes da data de vencimento. Por isso, é importante organizar o orçamento e ter um bom planejamento financeiro antes de comprar os títulos, principalmente aqueles com um prazo mais longo.

Vale a pena comprar os títulos do Tesouro Direto?

COM CERTEZA! Os títulos públicos são uma ótima opção de investimentos para quem busca uma rentabilidade maior do que a poupança, mas ainda não está confortável com a renda variável e os riscos que ela apresenta. Além de bastante acessíveis, eles conseguem ser ideais para diferentes objetivos financeiros da sua carteira.

Vale ressaltar que você não estará apenas se beneficiando com um ativo financeiro seguro e rentável, mas também fornecerá recursos para ajudar com que o país promova investimentos em diversos setores públicos, indispensáveis ao desenvolvimento do Brasil, a partir das suas e de outras aplicações. Por isso, é seguro dizer que vale a pena investir nessa oportunidade e fazer um planejamento financeiro sem muitas complicações.

E aí, conseguiu tirar todas as dúvidas sobre o que é tesouro direto aqui no nosso texto? Caso queira entender mais sobre o funcionamento do tesouro direto, você pode explorar os títulos através de simulações ou ler mais artigos aqui no blog. Com essas informações que você já tem, fazer suas próximas aplicações será muito mais fácil!