Multiplan (MULT3) 4T19

A Multiplan (MULT3) reportou resultados bons no 4T19 em geral. Apesar das receitas e do EBITDA terem ficado levemente abaixo das estimativas (0,9% e 3,8% abaixo respectivamente), o lucro líquido e o FFO (ou “caixa” resultante das operações) ficaram levemente acima do esperado, em ~2.5%. Destacamos a evolução sequencial em indicadores operacionais, como nas Vendas Mesmas Lojas (SSS), que vieram em 5,8%, e nos Alugueis Mesmas Lojas, que ficaram em 8,3%. Além disso, a taxa de ocupação atingiu 98% no 4T19, acima das nossas expectativas e representando um avanço sequencial importante.

Multiplan (MULT3)

Compre ações e torne-se sócio das maiores empresas do Brasil.

Além dos resultados, a Multiplan (MULT3) anunciou ontem nova expansão a ser desenvolvida no Shopping DiamondMall, que adicionará 4,4 mil m² de ABL ao empreendimento, equivalente a 21% da ABL atual. O shopping deve ganhar 49 novas lojas, incluindo novos restaurantes. A expansão terá investimentos de cerca de R$ 68 milhões, e as obras terão início no segundo semestre de 2020. Após a expansão, o DiamondMall terá ~26 mil² de ABL. A Multiplan (MULT3) havia recentemente anunciado aumento de participação nesse ativo, clique aqui para ver o comentário completo.

Em geral, nossa percepção é que os números reforçam a dominância e a alta qualidade do portfólio da companhia, mantendo uma performance satisfatória mesmo sem grande tração por parte dos indicadores macroeconômicos até o momento. Além disso, a companhia tem sido ativa em se antecipar à potencial recuperação da atividade a partir do anúncio de expansões em seus ativos. Esperamos reação positiva dos papéis. Apesar disso, acreditamos que os níveis atuais de múltiplos já reflitam esses fatores, e dessa forma mantemos nossa recomendação Neutra.

Mais detalhes sobre os números: As Vendas Mesmas Lojas (“SSS”) atingiram 5,8%, crescimento saudável em nossa visão, enquanto a receita líquida ficou levemente abaixo (em R$ 367 milhões). A margem operacional dos ativos (chamada de Margem NOI) atingiu ~90%. O EBITDA, quando ajustado pela remuneração baseada em ações, alcançou R$ 274 milhões, ~4% abaixo do nosso número. Por fim, o lucro líquido ficou em R$ 142 milhões (2,4% acima do nosso número), enquanto o FFO (ou “caixa” resultante das operações) ficou em R$ 197 milhões (2,5% acima do nosso número). Atribuímos essa surpresa positiva nas linhas finais do resultado a dois fatores: (i) taxa efetiva de imposto abaixo do esperado, refletindo o pagamento de JCP, e (ii) resultado financeiro melhor que as estimativas (~8% abaixo dos nossos números).