Juros Compostos

Os juros compostos são aqueles nos quais os juros do mês são incorporados ao capital. Com uma taxa assim, o valor cresce muito mais rápido do que com juros simples. No caso de uma dívida, é perigoso. No caso de um investimento, é excelente.

Em ambos os casos, de dívida e investimento em instituições financeiras, o juro calculado é sempre o composto.

Você pode ter experiências boas ou ruins com os juros. Caso contraia dívidas, você pode afundar em um lamaçal de juros compostos que colocarão em risco muito do seu trabalho duro.

Mas caso lide com cuidado com seu dinheiro e invista suas reservas em investimentos vantajosos, os juros compostos serão os responsáveis por deixar você em melhor situação financeira no futuro.

Como explicamos ali em cima, os juros compostos são aqueles que incidem sobre o valor atualizado mês a mês, que no final das contas terá uma valorização exponencial.

Você vai ver, com os exemplos dos próximos tópicos, como usar esse instrumento financeiro para ter um futuro mais tranquilo para sua família.

Para isso, um aviso desde já: você precisa começar a separar um valor mensal, mesmo que seja pequeno, e aplicá-lo rigorosamente todo mês.

Mês a mês, por muito tempo, investidores destinaram parte de suas reservas para um ativo dentro de sua carteira de investimentos, como um título do Tesouro Direto ou até cotas em fundos de investimentos.

Isso se deve ao poder dos juros compostos, que vão multiplicando o seu dinheiro com força cada vez maior.

É fácil entender: quanto mais tempo de investimento, maior o volume de recursos; quanto maior o volume de recursos, maior diferença faz aquela taxa percentual.

Por que começar a investir cedo

Mesmo que você comece com R$ 100,00 ou R$ 200,00, é importante aplicar uma disciplina de economia o quanto antes para que os juros compostos possam trabalhar por você.

É impressionante a diferença que eles fazem em um período longo de tempo. E é assustador como o tempo passa rápido: se você não se mexer agora, vai se arrepender em breve.