Tesouro Direto pós-fixado e o prefixado são modalidades de investimentos já conhecidas por quem tomou a decisão de largar a caderneta de poupança. Entretanto, nem todos que se interessam pelos títulos públicos sabem definir qual a melhor opção para sua carteira.

Os fundos de investimentos têm muito mais em comum do que o nome, mas tratá-los como ativos com a mesma função é um erro grosseiro. Para que você não tenha mais dúvidas, este artigo apresentará quatro tipos de fundos de investimento e suas características, explicando a que tipo de investidor são mais indicados. Siga conosco!

Nesse sentido, investir no Tesouro Direito se tornou uma das melhores opções para quem deseja ver o dinheiro rendendo com segurança e em índices maiores do que a poupança.

Investir em tesouro direto é o desejo de muitas pessoas que estão começando a procurar além das possibilidades oferecidas por bancos. Entretanto, a falta de conhecimento sobre o assunto tem deixado a maioria delas com um pé atrás nas aplicações.

O Tesouro direto é um programa criado pelo Tesouro Nacional em conjunto com a B3, antiga BM&F Bovespa, para facilitar os investimentos de pessoas físicas em títulos públicos.

O tesouro direto nada mais é do que o programa do Tesouro Nacional, junto com a antiga BM&F Bovespa (Bolsa de Valores, Mercadorias & Futuros e Bolsa de Valores de São Paulo), destinado à venda de títulos públicos para pessoas físicas, através da internet.

O tesouro oferece três modalidades de títulos públicos, que combinam com diferentes objetivos financeiros e ainda proporcionam uma boa diversidade para uma carteira de investimentos. Confira um pouco mais sobre cada um deles:

Principais investimentos a curto prazo

Você já ouviu falar de investimento a curto prazo? Esse tipo de aplicação é bem visada por aqueles que buscam maior liquidez de seus ativos, resultando num retorno rápido e bem satisfatório.

É possível perder dinheiro no Tesouro Direto?

Uma das modalidades de investimento mais conhecidas pela segurança é o Tesouro Direto. Assim, quem investe nesse tipo de aplicação nem imagina que possa sair no vermelho, não é mesmo? Porém, perder dinheiro no Tesouro Direto é possível, sobretudo se você não conhecer bem suas características.