Será mais difícil para as empresas tirar vantagem de seus clientes do que nunca, o que é ótimo.

Historicamente, o trabalho de proteger os investidores recai sobre os reguladores. Mas a próxima geração de investidores – menores de 30 anos – tem duas características únicas:

SulAmérica (SULA11): O trimestre desapontou, mas o futuro parece promissor.

BRF (BRFS3) apresentou resultados sólidos, mas abaixo do esperado, no 3T19, com EBITDA ajustado de R$ 1.142 milhões (excluindo ganhos de R$ 467 milhões referente a ações tributárias), 7% menor que o nosso. A margem EBITDA consolidada de 13,5% ficou 116 pontos-base abaixo da nossa (13,7% no 2T19).

Movida (MOVI3) vieram em geral acima das expectativas. O lucro líquido reportado foi de R$62,7mi (sem considerar os efeitos do IFRS16), acima do consenso e ~10% acima do nosso número. A performance foi impulsionada principalmente (i) pelo crescimento forte no segmento de Gestão e Terceirização de Frotas (GTF), com volumes superiores à expectativa e (ii) também pelo segmento de Seminovos, que apresentou crescimento de ~83% no volume de carros vendidos na comparação anual e de ~5% no preço médio, o que resultou em margem negativa de -1,3%, melhor que a esperada.

Em 6 de novembro, o governo brasileiro realizou o leilão de barris excedentes da Cessão Onerosa.

Apenas dois blocos foram leiloados com sucesso: (1) Búzios, adquirido por um consórcio formado pela Petrobras (90%), CNODC (5%) e CNOOC (5%) e (2) Itapu, adquiridos somente pela Petrobras. Atapu e Sépia não receberam nenhuma oferta

CTEEP (TRPL4): EBITDA do 3T19 abaixo do esperado, mas lucro acima devido a benefício fiscal; dividend yield de 3,18%.

Em 5 de novembro, a CTEEP (TRPL4) anunciou seu resultado do 3T19, com EBITDA ajustado de R$ 509,7mi abaixo da nossa estimativa de R$ 543,8mi, principalmente devido a (i) custos gerenciáveis +9,1% acima das nossas estimativas e (ii) encargos mais elevados na receita devido a uma maior participação do mercado livre de energia no portfólio da empresa, efeito que deve ser neutralizado daqui pra frente

AES Tietê (TIET11) reportou o resultado do 3T19 com um lucro líquido de R$ 97,1 mi, acima da nossa estimativa de R$ 83,7 mi. O EBITDA ajustado de R$ 254,2 mi veio levemente abaixo dos nossos R$ 263,1 mi (-3,4%), uma vez que a menor margem de contribuição (receitas de energia menos custos de comercialização e transmissão) de R$ 352,9 milhões, contra nossos R$ 370,1 mi, foi parcialmente compensada por custos gerenciáveis menores do que o esperado (R$ 83,1 mi vs. R$ 94,2 mi).

O cenário de investimentos 2019 parece ser bastante interessante para a compra de ações. Diversos setores serão beneficiados, e a estabilidade econômica afeta de maneira positiva o mercado como um todo.

A internet mudou a dinâmica de todos os setores da economia. No mundo dos investimentos, não foi diferente. Sua disseminação fez com que instituições financeiras procurassem se modernizar, e um dos resultados disso é a possibilidade de investir em uma plataforma aberta.

Como fazer o dinheiro render mais

Você sabe como tornar os investimentos mais lucrativos? Conhecer as melhores formas de aplicar o capital é fundamental para obter retornos maiores e mais rápidos e aprender como fazer o dinheiro render mais.