IPCA-15 desacelera e avança 0,71% em janeiro com alta menos expressiva de carnes
Resultado ficou praticamente em linha com a expectativa do mercado, que era por alta de 0,70% na comparação mensal, segundo consenso Bloomberg

IPCA foi de 1,15% e acumulou alta de 4,31% em 2019

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de dezembro subiu 1,15%, enquanto, em novembro, havia registrado 0,51%. Este foi o maior resultado para um mês de dezembro desde 2002, quando o IPCA ficou em 2,10%. Em dezembro de 2018, a taxa foi de 0,15%. No ano, o IPCA acumulou variação de 4,31%, 0,56 p.p. acima dos 3,75% registrados em 2018.

Boletim Focus 06/01/2020 do Banco Central divulgada nesta segunda-feira, elevando a perspectiva para a inflação no final do ano passado.

Pela nona vez seguida, a projeção para a alta do IPCA no fim de 2019 subiu no levantamento, chegando a 4,13%, de 4,04% antes. O IBGE divulga na sexta-feira o IPCA de dezembro e o fechamento do ano.

Vale lembrar que a maior inflação brasileira foi de 2.477,15% no ano de 1993, pouco antes do Plano Real.

Importância dos valores do IPCA
Ao servir como a inflação oficial, indica o quanto alterou o poder de compra dos consumidores dentro do período estabelecido. O mesmo serve como indicador para quem faz uma aplicação financeira, por exemplo.

O IPCA serve, por exemplo, para a determinação da taxa básica de juros, SELIC. A partir dela é que se determina a remuneração de investimentos ou as taxas de empréstimos.

Os economistas do mercado financeiro mantiveram a previsão para o IPCA o índice oficial de preços em 2019 e 2020. O Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 5, pelo Banco Central, mostra que a mediana para o IPCA 2019 seguiu com alta de 3,80%. A projeção para o IPCA 2020 permaneceu em 3,90%.

A projeção para o índice em 2020 foi de 3,90% para 3,85%. Semanas atrás, estava em 3,90%. O relatório Focus trouxe ainda a projeção para o IPCA em 2021, que seguiu em 3,75%. No caso de 2022, a expectativa permaneceu em 3,50%. Há quatro semanas, essas projeções eram de 3,75% e 3,50%, respectivamente.