Coronavírus: a preocupação se elevou. Aversão a risco em alta no mundo

Na última semana de fevereiro, a esperança com a contenção do coronavírus (COVID-19) na China deu lugar à preocupação com a disseminação do vírus em outros países, o que poderia levar a uma epidemia global.

Durante o feriado do Carnaval no Brasil, as Bolsas de valores no mundo sofreram fortes quedas, e um movimento de corrida a ativos seguros (“flight to safety”) se intensificou.

Os mercados globais caíram entre 6% e 7% nos últimos dois dias, enquanto as ações de empresas brasileiras listadas nos EUA (ADRs) tiveram fortes baixas semelhantes nos últimos dias, e isso deve se refletir na abertura dos mercados nesta quarta-feira (26) no Brasil.

Dado o feriado do Carnaval, a B3 abre hoje apenas às 13h. Abaixo, apresentamos uma atualização do mercado, assim como nossas recomendações de investimentos.

Ibovespa: +0,54% | 114.380 pontos

Nesta semana, o Ibovespa subiu ligeiramente em +0,54% aos 114.380 pontos. A volatilidade continuou influenciada pelos impactos do coronavírus. Nos Estados Unidos, o destaque foi a vitória de Bernie Sanders na primária democrata de New Hampshire, que passou a ser o favorito das pesquisas conquistando 25.8% dos votos, e confirmou tendência de crescimento que temos observado desde o começo do ano.

Dólar hoje: Por que investir?

No mundo hoje existem inúmeras opções de investimento, algumas pessoas investem em ações, outras investem em renda fixa, algumas investem em eventos esportivos e outras preferem investir em dólar para tentar multiplicar o seu dinheiro.

Dólar próximo a recorde histórico.

O dólar voltava a subir frente ao real nesta terça-feira, superando 4,22 reais e a caminho de novo recorde histórico para um fechamento, conforme o mercado analisava o cenário para fluxos até o fim do ano e a postura do Banco Central diante da série de valorização da moeda.

O dólar opera em queda nesta segunda-feira (18), na volta do feriado, num início de semana marcado pela expectativa de um acordo comercial entre Estados Unidos e China no radar dos investidores.

O dólar rondava estabilidade ante o real nesta quinta-feira, abandonando queda de mais cedo, um dia depois de fechar no segundo maior nível da história para um encerramento.

A sessão era marcada por dados fracos em importantes economias globais, enquanto no Chile a moeda voltava a mostrar firme depreciação mesmo depois de o banco central local anunciar medidas para um peso em declínio.

Variação do Dólar 2019

O dólar subiu nesta quarta-feira (13) e atingiu a segunda maior cotação nominal de fechamento da história (desconsiderando a inflação). A moeda norte-americana deu sequência ao movimento de alta do dia anterior, com os sinais conflitantes do presidente norte-americano Donald Trump sobre o estágio das negociações comerciais com a China.