Invista seu FGTS

O FGTS é um fundo de garantia que funciona como uma espécie de poupança. Nesse fundo de garantia, é depositado o valor referente à 8% que o colaborador recebe. Esse valor é depositado pela empresa em que a pessoa trabalha, e só pode ser retirado em algumas situações específicas.

O valor presente na conta vinculada do FGTS é corrigida monetariamente mensalmente, todo o dia 10. A base de tal regularização monetária é a capitalização de juros de 3% a.a (ao ano) mais a Taxa de Rendimento, que é muitas vezes abreviada para TR.

Esse parâmetro foi fixado tendo como base a poupança brasileira, e é corrigido mensalmente de acordo com a inflação do momento. Em alguns raros casos, a rentabilidade pode ser maior do que 3%. Prova disso é a correção feita em 2017, já que a taxa fechou o ano em 3,61%.

Porém, mesmo assim, o FGTS costuma render menos do que a poupança, que por sua vez é menos do que o valor obtido por meio de investimentos de renda fixa, como o Tesouro Direto. Confira uma breve comparação:

  • FGTS: 3% ao ano
  • Poupança: 4,55% ao ano
  • Tesouro Direto Selic: atualmente, 6,50% ao ano


Rendimentos futuros

Veja abaixo uma comparação entre o rendimento do FGTS e outros  produtos com aplicações iniciais de R$1000,00

Agora um gráfico que também mostra aplicações iniciais de R$1000,00. Porém agora com um investimento mensal de apenas R$500,00.