Investimento em ações

O que são os investimentos em ações? Entenda agora esse mercado e evite erros de iniciantes

Aprender sobre os investimentos em ações é algo muito importante para os investidores que desejam diversificar suas aplicações e ter mais rentabilidade do que em qualquer título que a renda fixa poderia oferecer.

O conhecimento é essencial para se dar bem neste mercado, visto que ele apresenta riscos maiores, que podem se tornar ainda piores se o investidor não souber o que está fazendo.

Portanto, não deixe de ler o nosso artigo antes de entrar no mundo da Bolsa de Valores e comece a comprar seus ativos com mais confiança!

Como funcionam os investimentos em ações?

Os investimentos em ações são, basicamente, como compras de uma empresa. Sendo assim, não importa qual modalidade de ativos o investidor esteja adquirindo, direta ou indiretamente ele se tornará um sócio de determinado negócio.

As ações, por sua vez, são títulos que representam o pedaço de determinada empresa. Elas podem ser compradas ou vendidas na Bolsa, através de um Home Broker.

O valor de compra e venda das ações são determinados pelo mercado, levando em conta diversos fatores que afetam a cotação das empresas. Isso significa que os números oscilam bastantes, mas é exatamente essa volatilidade que permite rendimentos maiores do que na renda fixa.

Dessa forma, a estratégia é comprar empresas com um potencial de valorização, seja para vender as ações posteriormente por um preço maior, seja para receber boas quantias na repartição dos lucros.

Quais as formas de comprar ações?

Diferente do que muitos pensam, os investimentos em ações não são feitos de uma única forma. De fato, há 4 possíveis maneiras de comprar partes de uma ou mais empresas:

  1. Compra direta de ações

Pelo Home Broker, você seleciona as ações que deseja adquirir e transmite a ordem de compra para a corretora. Assim, esse investimento começa a gerar dividendos (parcela do lucro da empresa, distribuída entre os acionistas).

Nesse método, você pode comprar ou vender quantas e quais ações desejar, quando quiser. Também é possível empresta-las por meio do Banco de Títulos.

  1. Fundos de índices (ETFs)

São fundos que representam um conjunto de ações que seguem um determinado índice, representando o desempenho de determinados setores no mercado. Ele é dividido em cotas, que podem ser compradas na B3.

Com um investimento inicial pequeno, esse título é ideal para diversificar seus investimentos e, consequentemente, reduzir os riscos.

Você pode comprar ou vender suas cotas em um ETF como se fossem ações. Já os dividendos são automaticamente reaplicados no próprio ETF, para fazê-lo crescer.

  1. Clubes de investimentos

Os Clubes de investimentos em ações são grupos de pessoas físicas que se unem para investir. Essa é uma opção mais acessível, por causa dos recursos somados e custos divididos. Além disso, também diversifica bastante as aplicações.

Todos os clubes têm representantes e estatutos sociais, realizando assembleias periódicas para que os membros consigam opinar e contribuir nos investimentos. Por fim, os ganhos e perdas são divididos proporcionalmente entre os investidores.

  1. Fundos de investimentos

Os fundos de investimentos são conjuntos de ações, administrados por corretoras ou bancos. Diferentemente dos ETFs, essa modalidade não segue um índice do mercado, mas são escolhidas com base no que o administrador do fundo determina.

Ele também é vendido por cotas e garante uma diversificação dos investimentos em ações de forma cômoda.

Passo a passo para fazer investimentos em ações

Agora que você já entendeu como as ações funcionam e quais as formas de investir desse mercado, chegou o momento de demonstrarmos como você pode aplicar o seu dinheiro. Você vai se surpreender com a simplicidade!

  1. Abrir uma conta em uma corretora de valores: as corretoras já se mostraram a melhor opção quando o assunto é investir de forma mais vantajosa. Escolha aquela que apresenta a melhor relação de custo-benefício do mercado.
  2. Enviar dinheiro para sua nova conta: com toda a documentação entregue e a conta aberta, você precisará transferir a quantia que deseja aplicar.
  3. Definir seu perfil de investidor e objetivos: essa etapa é importante para direcionar toda a sua estratégia de investimentos e alcançar os resultados esperados com mais eficiência.
  4. Escolher os ativos: por fim, basta escolher os ativos que deseja adquirir na plataforma da sua corretora e enviar a ordem de compra para realizar a transação.

Erros de iniciantes para evitar ao investir em ações

Se você nunca fez investimentos em ações, é preciso prestar atenção para não cometer alguns erros de iniciantes. São eles:

Erro 1: Investir somente quando o mercado está em alta

Warren Buffett, reconhecido como um dos investidores mais bem-sucedidos da história, já falou que compra ações quando os “roedores” estão indo na direção oposta, ou seja, quando o mercado não está em alta.

Os tempos de crise são momentos onde se pode encontrar ótimas oportunidades na Bolsa, principalmente se você for um investidor comum e não um trader.

Erro 2: Investir sem uma reserva de emergência

Desejando aumentar seu patrimônio com os investimentos em ações e seus altos retornos, muitas pessoas aplicam na Bolsa de Valores todo o dinheiro reservado. Entretanto, esse é um erro que pode causar diversas consequências.

Mesmo que você não tenha interesse pela renda fixa, é importante montar uma reserva de emergência em um ativo à prova de perdas e com Liquidez Diária, para conseguir investir na Bolsa com mais tranquilidade.

Erro 3: Querer ganhar sempre

Como o mercado de ações não oferece nenhuma garantia de retorno, é fundamental aceitar que nem sempre será possível alcançar a valorização desejada.

Nos momentos de desvalorização de uma ação, o mais importante é analisar as circunstancia e tomar uma decisão que possa minimizar os prejuízos. Isso porque há, em geral, três possibilidades:

  • Resgatar o investimento antes que ele piore ainda mais;
  • Esperar por uma recuperação;
  • Investir mais, pois a empresa continuou com todas as características necessárias para valorizar.

Tendo todas essas informações em mente, se tornará mais fácil conseguir todos os benefícios que uma boa carteira de ações pode oferecer à um investidor. Sendo assim, comece agora mesmo a fazer investimentos em ações utilizando todas as dicas que demos e veja o seu patrimônio crescer!