Fundos de Renda Fixa

O que são Fundos de Renda Fixa?
Inicialmente, devemos esclarecer que fundos de renda fixa são uma categoria de fundos de investimento. Diferente de outros fundos, estes têm um percentual (80%, em geral) pré-determinado de investimentos em aplicações de renda fixa (títulos do tesouro, CDB pré-fixado, entre outros).

Essa característica faz com que seus rendimentos sejam mais previsíveis e constantes, normalmente acompanhando as taxas de juros do mercado (como a Selic, por exemplo), ou os principais índices de inflação.

Quando se aplica dinheiro nesse fundo, o investidor adquire uma “quota”. Em conjunto, todas as aplicações são destinadas a diversos tipos de investimento, com o objetivo de maximizar os rendimentos, ainda que com mais previsibilidade.

Quais os Tipos de Fundos de Renda Fixa?
Como eu expliquei neste artigo, os fundos de investimentos podem ser divididos entre fundos de renda fixa, de ações, multimercado ou cambial.

Porém, cada uma dessas classes ainda pode ter suas próprias divisões.

Essa também é uma classificação que foi determinada pela ANBIMA e que está formalizada através desta página.

Em resumo, podemos dizer que a classificação leva em conta três níveis:

  • Classe dos ativos
  • Tipo de gestão e riscos
  • Principais estratégias

Em se tratando dos fundos de renda fixa, o primeiro nível (classe de ativos) representa os próprios ativos de renda fixa.

No segundo nível, os fundos são classificados conforme o tipo de gestão (passiva ou ativa) e os riscos.

No caso da gestão ativa, ainda existe a classificação de acordo com a sensibilidade à taxa de juros.