O fundo de índice é um excelente exemplo de sucesso internacional, pois possibilita que os investidores adotem novas estratégias de investimentos. Desde que começou a circular no Canadá, rapidamente foi se espalhando para o mercado dos Estados Unidos, Alemanha, Japão, Europa e países emergentes.

No Brasil, ele está sendo descoberto aos poucos. Quer saber mais sobre essa opção antes de se aventurar no ramo dos investimentos? Então continue a leitura!

O que é ETF?

O fundo de índice, conhecido como Exchange Traded Fund (ETF), consiste em um “fundo que é negociado em bolsa”, ou seja, um índice dentro do mercado de ações. Desse modo, cada ETF é formado por diversas ações de empresas.

Trata-se de um fundo de investimento que é negociado na bolsa de valores, como se fosse uma ação. Da mesma forma, ele acompanha o rendimento de diversos tipos de índices do mercado.

O principal objetivo é assegurar uma margem de retorno parecida com um índice de referência — assim, por exemplo, o ETF BOVA11 usa como padrão o Ibovespa. O investimento é feito conforme a negociação de cotas dentro da Bolsa de Valores — BM&FBovespa.

No Brasil, o investimento nesse tipo de fundo está presente no mercado de ações e também na renda fixa. Nos países de fora, já é possível investir em ETFs de várias modalidades de ativos, como ações, renda fixa e commodities.

Quais são os principais tipos de fundo de índice?

O ETF está dentro do grupo da renda variável. Atualmente, existem 15 fundos de índice disponíveis para aplicação na bolsa de valores. Confira quais são e os seus índices:

  • BBSD11;
  • BOVA11;
  • BOVV11;
  • BRAX11;
  • DIVO11;
  • ECOO11;
  • FIND11;
  • GOVE11;
  • ISUS11;
  • IVVB11;
  • MATB11;
  • PIBB11;
  • SMAL11;
  • SPXI11;
  • XBOV11.

Quais são as vantagens dos fundos de índice?

Confira os principais benefícios dos ETFs:

  • menor custo (o ETF tem valor menor do que os fundos convencionais);
  • gestão passiva;
  • liquidez;
  • acessibilidade;
  • possibilidade de reinvestimento;
  • diversificação (a carteira é formada por várias ações, conforme o indicador seguido);
  • aderência.

Como investir em ETFs?

Antes de tudo, clique aqui e abra uma conta gratuita . Após isso, você vai ter que transferir a quantia de deseja investir da conta do seu banco para a corretora por meio de TED de mesma titularidade.

Feito isso, é só entrar na plataforma de investimentos que a corretora disponibiliza para os seus usuários e escolher a opção home broker. Ao clicar nesse botão, você vai visualizar todos os investimentos disponíveis para a renda variável.

Vá até a área de negociações, escolha a modalidade de ETF em que deseja investir, o valor e o número de cotas. Depois, é só verificar as informações, validar com a sua assinatura digital e confirmar o procedimento.

O fundo de índice consiste em uma carteira de ações com o foco na rentabilidade de um indicador da renda variável. Trata-se de um ótimo investimento para os investidores que desejam diversificar a sua carteira a um baixo custo.

Este artigo foi útil? Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro das próximas publicações exclusivas!