Perder dinheiro no Tesouro Direto

perder-dinheiro-tesouro-direto

É possível perder dinheiro no Tesouro Direto?

Uma das modalidades de investimento mais conhecidas pela segurança é o Tesouro Direto. Assim, quem investe nesse tipo de aplicação nem imagina que possa sair no vermelho, não é mesmo? Porém, perder dinheiro no Tesouro Direto é possível, sobretudo se você não conhecer bem suas características.

Esse programa do Tesouro Nacional tem como objetivo facilitar o acesso a títulos públicos federais por meio da internet. Ele foi desenvolvido com a BM&F Bovespa, atual B3, e visa alcançar pessoas físicas que desejam atingir o objetivo de todo investidor — o lucro!

Sabendo disso, preparamos este post para falar sobre como funciona o Tesouro Direto e o que fazer para não perder dinheiro nessa modalidade. Confira!

Como funcionam os investimentos no Tesouro Direto?

É possível aplicar nesses títulos por meio de 3 caminhos:

  • corretora de valores;
  • site do Tesouro Direto;
  • site do seu banco.

A instituição escolhida fornece a senha necessária para o acesso e, caso seja integrada ao Tesouro Direto, permite aplicar diretamente pela própria plataforma. As taxas também variam de acordo com o agente financeiro.

Os bancos costumam cobrar taxas de administração, operação e TED, aumentando os custos e reduzindo os lucros dos investimentos. Uma boa corretora oferece vantagens, tais como isenção de taxas, elaboração de relatórios e assessoria gratuita para facilitar a decisão do investidor, além de não cobrar pela retirada de dinheiro.

Após selecionar a instituição, o investidor pode aplicar em 3 tipos de títulos do tesouro:

  • pré-fixado: a rentabilidade final é conhecida no momento da compra;
  • pós-fixado: o retorno exato é desconhecido e está associado à Selic (taxa básica de juros);
  • indexado à inflação: a remuneração pré-fixada é somada à parcela ligada à inflação (IPCA).

Como perder dinheiro no Tesouro Direto?

Mesmo em aplicações conservadoras como as do Tesouro Direto, é possível sair no vermelho, caso certas atitudes sejam tomadas. Conheça algumas maneiras de ter prejuízo:

Vender antes do vencimento

Essa é principal maneira de perder dinheiro.

A primeira coisa que deve-se ter em mente é que, mesmo com as oscilações das taxas, se você mantiver o título até o final do prazo contratado, independentemente da modalidade, não haverá como perder capital.

No entanto, alguns fatores aumentam ou diminuem o valor de mercado desses papéis, de maneira que podem acarretar prejuízos para quem comprou e, em seguida, resolveu vender antes do vencimento.

Vender pré-fixado em momento de alta do juros

O aumento dos juros desvaloriza os títulos pré-fixados, uma vez que é necessário um investimento menor para obter a mesma lucratividade. Com isso, caso venda esse tipo de certificado antes do vencimento e nessa situação, vai arcar com perdas.

Vender indexados à inflação em momento de aumento dos juros reais

Os certificados indexados à inflação (IPCA) se desvalorizam com o aumento dos juros reais. Em momentos nos quais o risco país aumenta, há prejuízo para quem se desfaz dessa aplicação, de forma semelhante ao que ocorre com os títulos pré-fixados.

Vender pós-fixados antes do trigésimo dia

Mesmo a modalidade mais segura contra a desvalorização — Tesouro Selic — pode resultar em perdas.

Até completar 30 dias, haverá incidência de IOF, caso você venda o certificado. Isso, somado aos demais custos, pode trazer prejuízos.

Descubra onde investir em 2020

Qual o melhor investimento para quem precisa resgatar rapidamente?

O Tesouro Selic é um título pós-fixado ótimo para os investidores que necessitam do dinheiro a qualquer momento. Ele é muito utilizado como reserva de emergência ou para guardar aquele dinheiro que em breve será requerido, uma vez que os outros tipos de certificados podem ter um vencimento além do desejado.

Além do mais, diferentemente da poupança — que rende por mês —, o Tesouro Selic traz rendimento diário e oferece uma taxa maior, proporcionando mais lucro.

Conhecer as formas de não ter prejuízo nos investimentos é, de fato, um desafio. Afinal, cada aplicação tem suas peculiaridades e é difícil encontrar tempo para estudar todas. No entanto, após essas considerações, você estará apto a não cometer alguns erros e, consequentemente, aplicar com mais segurança para não perder dinheiro no Tesouro Direto.

E agora, está pronto para investir? Caso tenha ficado com alguma dúvida, deixe um comentário. Ficaremos felizes em responder.