Diferença entre corretoras e bancos

diferença-entre-banco-e-corretora

Diferença entre corretoras e bancos 

Quem decide investir seu dinheiro precisa fazer escolhas. Logo no início do caminho percorrido para investir, é necessário escolher o tipo de instituição onde serão feitos os investimentos. Para isso, é necessário entender a diferença entre corretoras e bancos.

Neste artigo, mostraremos as principais diferenças para ajudar você a descobrir qual se encaixa mais com o seu perfil. Lembre-se que a importância de cada um desses aspectos deve ser definida pelo investidor. Confira!

1. Variedade de opções

Os bancos tradicionais têm um número muito grande de clientes e, por isso, precisam se esforçar menos que as corretoras para atrair investidores.

Outra diferença é a variedade de aplicações oferecidas pelas corretoras. Um cliente comum de um banco costuma ter suas escolhas restritas à emissões da própria instituição. Através de uma corretora é possível aplicar seu dinheiro de diversas formas a partir de uma só conta.

2.  Rentabilidade

As maiores taxas de retorno serão encontradas nas corretoras. Isso se dá porque os bancos preferem tentar vender as aplicações emitidas pela própria instituição, que possuem rentabilidade menor. Nas corretoras é possível adquirir aplicações de diversas origens, com diversas taxas de retorno.

É comum encontrar, por exemplo, certificados de depósito bancário e letras de crédito que pagam quase 130% da CDI (taxa relativa ao empréstimo entre instituições financeiras).

3. Segurança

Quando o assunto é segurança, não há grande diferença entre corretora e banco. Evidentemente, as chances de um grande banco quebrar são menores do que as de instituições financeiras que lançam títulos com rentabilidade maior.

Porém, o sistema financeiro nacional protege o investidor muito bem caso isso aconteça. Enquanto títulos do Tesouro Direto são garantidos pelo Tesouro Nacional, o Fundo Garantidor de Créditos garante a segurança do investimento em diversas aplicações.

4. Comodidade

Podemos dizer que é muito mais confortável fazer investimentos a partir de um banco. A principal diferença entre corretora e banco ao começar a investir está na necessidade de abrir uma conta em uma corretora e transferir dinheiro para ela.

Se decidir investir usando um banco que já possui conta, o investidor não precisa criar uma nem pagar taxas de transferência entre contas quando quiser adicionar valores ao investimento.

5. Custos

Os custos para investir variam amplamente mesmo entre instituições do mesmo tipo. A principal diferença entre corretora e banco está nas taxas de transferência pagas ao enviar mais dinheiro à sua conta em corretora.

Ambos cobram taxas pela administração, pela performance dos investimentos e pela compra e venda de ações. No geral, as taxas cobradas por corretoras são menores.

6. Suporte

Aqui está a maior diferença entre corretora e banco. Bancos possuem um grande número de clientes e costumam focar em seus maiores investidores. Uma boa corretora ajuda seus clientes a definirem suas aplicações com maior atenção.

Uma corretora com equipe qualificada é capaz de fornecer um serviço compatível com o perfil do investidor. A assessoria deve fazer uma boa gestão de risco, alertando o investidor para variações de mercado que possam trazer problemas ou novas oportunidades.

Decidiu procurar uma corretora? Tem alguma dúvida? Entre em contado com a Visão Investimentos. Oferecemos a melhor assessoria para o seu investimento, respeitando sempre seu perfil e seus objetivos!