Como fazer o dinheiro render mais

LCI-LCA

Como fazer o dinheiro render mais

Você sabe como tornar os investimentos mais lucrativos? Conhecer as melhores formas de aplicar o capital é fundamental para obter retornos maiores e mais rápidos e aprender como fazer o dinheiro render mais.

No entanto, muitas pessoas desconhecem as maneiras de conseguir uma maior rentabilidade para as suas aplicações. Pensando nisso, confira algumas dicas e aprenda a fazer seu dinheiro trabalhar para você.

Faça um planejamento

Todo investimento existe devido a um sonho que você deseja realizar no futuro. Para conseguir traçar o melhor caminho para alcançar esse objetivo, é preciso ter clareza de quais são as suas metas, de quando almeja que elas aconteçam e quanto custará.

Com isso, é possível ter um boa referência de quais investimentos serão compatíveis com o período que pretende investir e quais oferecem a rentabilidade mais adequada. Assim, você pode planejar as aplicações de curto, médio e longo prazo.

Pense a longo prazo na hora de fazer investimentos

É importante lembrar sempre desta regra de ouro: ninguém alcança a prosperidade de um dia para o outro. É preciso um planejamento financeiro a longo prazo muito bem organizado para isso. Afinal, os investimentos não fazem o dinheiro render já no dia seguinte à sua aplicação.

Cada investimento tem seu próprio tempo de evolução, especialmente porque oscilam conforme os juros compostos do mercado. Na prática, isso significa que, quanto mais tempo o dinheiro tiver sido aplicado, mais o retorno aparecera. Além disso, o tempo também ajuda a compensar os ganhos e as perdas que o investimento oferece.

Saiba aplicar os recursos com sabedoria

A educação financeira é o primeiro passo para equilibrar a renda. Não basta apenas investir o dinheiro, é preciso escolher o tipo de aplicação com cuidado e de acordo com o perfil de cada investidor. Isso é importante porque reflete diretamente nas possibilidades de retorno que cada tipo de investimento oferece.

Aplicar em uma modalidade de risco mais alto, por exemplo, pode gerar perdas maiores, mas também lucros mais altos, na mesma proporção. Por outro lado, um investimento de risco mais moderado leva a crescimentos mais tímidos, mas mais efetivos.

Tudo isso, no entanto, exige uma análise recorrente e rigorosa do comportamento de mercado e dos rumos da economia do país, capazes de apontar melhores oportunidades.

Invista em renda fixa

Se você deixar o seu dinheiro parado, ele perderá o poder de compra com o tempo, e isso equivale a perder parte do seu capital. Uma alternativa para esse problema é o investimento em renda fixa.

Renda fixa é o tipo de aplicação mais simples, conservador e seguro, além de ser bastante rentável. Outra vantagem desse tipo de investimento é a possibilidade de entender como o dinheiro vai ser rentável durante o período de contratação do título. Dessa forma, é possível ter uma boa previsão de quanto e quando vai ter em conta no futuro.

Algumas das principais oportunidades em renda fixa são:

  • tesouro direto;
  • Certificado e Depósitos Bancários (CDB);
  • Letra de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letra de Crédito do Agronegócio (LCA);
  • debêntures.

Esse tipo de investimento é menos estressante, pois não há grandes oscilações no patrimônio. Também, com o passar do tempo, ocasiona retornos cada vez maiores devido à mágica dos juros compostos.

Aplique em renda variável

Uma alternativa para o dinheiro render mais é a renda variável. Nesse tipo de investimento o retorno não é conhecido previamente, podendo ter momentos de valorização e desvalorização.

A vantagem dessa opção é a possibilidade de rentabilidade maior em prazos menores, uma vez que é possível realizar transações no mesmo dia (Day Trade, por exemplo) e obter lucro semelhante a um mês na renda fixa, por exemplo.

Um outro benefício é o dividendo (participação nos lucros) pago ao acionista pela empresa. Dessa forma, ganha-se com a valorização dos ativos e a lucratividade das companhias.

Alguns dos principais investimentos desse tipo são:

  • ações;
  • fundos;
  • commodities;
  • moedas;
  • índices futuros.

Compre ações e se torne sócio das maiores empresas do Brasil.

Invista mais em renda ativa e menos em renda passiva

Renda ativa é toda aquela renda que gera lucro — e isso independe de a pessoa estar ou não trabalhando. É o caso de investir o dinheiro no mercado financeiro, como na bolsa de valores nos fundos imobiliários, por exemplo.

O contrário, a chamada renda passiva, é o patrimônio do indivíduo em vida. Essa modalidade, no entanto, costuma gerar confusão, já que as pessoas têm o hábito de investir em imóveis, por exemplo, acreditando serem ativos devido à sua valorização. No entanto, elas não consideram despesas, como aquelas que envolvem a negociação e a valorização — que nem sempre é garantida.

Entender essa diferença entre as rendas ativa e passiva é essencial para que a pessoa aprenda como fazer o dinheiro render mais. A melhor forma de fazer isso é por meio de investimentos diferentes.

Diversificar as aplicações, por exemplo tende a favorecer o acúmulo de ativos, especialmente porque as perdas de um podem ser compensadas mais facilmente com os ganhos de outro, gerando um equilíbrio e amenizando os riscos. Portanto, evite depositar tudo em um modelo só.

Proteja o dinheiro dos efeitos da inflação

Não ter dívidas e ter dinheiro guardado nem sempre é sinônimo de tranquilidade. É importante estar atento também ao sobe e desce da inflação para que a sua renda não perca o valor.

E uma das maneiras mais efetivas de fazer isso é investindo o dinheiro em aplicações que são capazes de proteger o dinheiro e gerar rendimentos suficientes para repor as perdas da inflação. É o caso, por exemplo, de:

  • NTN-B;
  • LCI e LCA;
  • CDBs;
  • aluguel de imóveis;
  • fundos de inflação;
  • fundos imobiliários;
  • debêntures.

A poupança, por outro lado, apesar de muito popular, não costuma fazer uma boa frente aos efeitos da inflação. Em geral, ela perde ou empata com a alta dos preços.

Procure uma assessoria para orientá-lo a respeito de como fazer o dinheiro render mais

Embora as possibilidades de obter melhores rendimentos sejam muitas, nem sempre é fácil escolher a melhor opção. É aí que entra a importância de uma boa assessoria financeira.

O assessor de investimentos é o especialista credenciado junto à Comissão de Valores Imobiliários (CVM) que tem o papel de analisar caso a caso e, assim, não só instruí-lo, mas também encaminhá-lo para as melhores aplicações.

Diferentemente do gerente de banco, que é um administrador generalista e vendedor de produtos apenas da própria instituição, o assessor não comercializa itens e consegue a sua certificação — a ANCORD — por meio de uma prova sobre todo o universo do sistema financeiro.

Devido ao conhecimento especializado, consegue avaliar os investimentos com mais propriedade, além de poder revelar as melhores alternativas entre as disponíveis no mercado, independentemente da companhia que as oferece.

Se você está com dúvidas de como montar uma carteira de ações ou quantos e quais investimentos de renda fixa deve ter para realizar um sonho, esse é o profissional que pode ajudar.

Conhecer as melhores maneiras de como fazer o dinheiro render mais pode parecer desafiador para a maioria das pessoas. No entanto, considerando todas essas dicas, você conseguirá investir da forma mais acertada e terá muito mais rentabilidade no futuro.

E, então, este artigo ajudou você a descobrir novas formas de como fazer o dinheiro render mais? Se você tem outras dicas, comente no post e auxilie outras pessoas a terem o mesmo resultado