Centauro (CNTO3) compra Nike no Brasil

O grupo SBF, controlador da Centauro (CNTO3) anunciou nesta quinta-feira (6) o início de uma parceria estratégica com a marca de artigos esportivos Nike, tornando-se distribuidora exclusiva de seus produtos no Brasil pelo período inicial de dez anos.

As ações da varejista disparam mais de 10% nesta manhã. O Ibovespa sobe 0,72% às 10h45.

Por R$ 900 milhões, sujeitos a ajuste, a Centauro (CNTO3) se compromete a adquirir a totalidade e de quotas representativas do capital social da Nike no Brasil, o que exclui direitos sobre propriedade intelectual, mas inclui capital de giro, estoque e “determinados ativos fiscais”, de acordo com comunicado ao mercado.

centauo-cnto3

Compre ações e torne-se sócio das maiores empresas do Brasil.

A Nike do Brasil teve receita operacional líquida de aproximadamente R$ 2 bilhões no exercício social encerrado em 31 de maio de 2019. A transação de R$ 900 milhões será financiada, em parte, por financiamento contratado pelo Santander, Itaú e Bradesco. Outra parcela será desembolsada pelo próprio SBF.

Pelo acordo, a Centauro (CNTO3) poderá operadora direta e exclusiva do canal de vendas eletrônico nike.com.br por dez anos e, por cinco anos renováveis, poderá abrir lojas físicas monobrand. Há 24 lojas Nike Factory espalhadas pelo país atualmente. Outras varejistas terão de comprar da Centauro (CNTO3) os produtos Nike se quiserem revendê-los.

O acordo ainda está sujeito à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a condições de fechamento dos ativos a serem adquiridos.

Para a marca americana, trata-se de parte da estratégia de expansão na América Latina. No Chile e Uruguai, um acordo similar foi celebrado com o Grupo Axo.

“A Nike detém negócios de distribuição bem-sucedidos ao redor do mundo e expandir o modelo para o resto da América do Sul ajudará a gerar crescimento sustentável e lucrativo”, disse o presidente da Nike Elliott Hill.