Bradesco (BBDC4): Resultado do 4T19

O Bradesco BBDC4 acaba de reportar seus resultados do último trimestre de 2019, e acreditamos que a qualidade do ativo e dos lucros melhorou quando comparamos com o último trimestre. O lucro veio em linha com nossas estimativas em R$ 6,65 bilhões, o que acarreta em um crescimento anual de 14% e um retorno sobre patrimônio líquido de 21%. O resultado foi ajudado por maiores receitas, mas prejudicado por uma maior alíquota efetiva de imposto. Reiteramos nossa recomendação de compra no banco, uma vez que acreditamos que o Bradesco BBDC4 está bem posicionado para capturar o crescimento de volumes.

Melhora na qualidade do lucro. Embora a margem financeira continue crescendo menos que o crédito, mesmo com um mix mais voltado para o varejo, tivemos boas notícias das outras linhas. Seguros e outras receitas de serviços apresentaram bom crescimento trimestral e anual, enquanto os gastos parecem estar mais controlados.

bradesco-bbdc4

Compre ações e torne-se sócio das maiores empresas do Brasil.

Bradesco BBDC4

Destaques

Crédito continua crescendo bem, com a carteira aumentando 11% anualmente para R$ 454 bilhões. Como esperado, o varejo tem impulsionado o crédito, uma vez que os segmentos de pessoas físicas e PMEs tem tem crescido acima da média, com PF crescendo 19% anualmente para R$ 232 bilhões, enquanto PME cresceu 10% anualmente para R$ 103 bilhões. Juntas, as duas linhas passaram a representar 74% da carteira do banco.
A margem financeira continua crescendo menos do que o crédito. A margem financeira total veio em R$ 15,4 bilhões, um crescimento tímido de 4% anualmente.
Qualidade do ativo melhorou consideravelmente. A inadimplência do banco caiu 30 pontos bases trimestralmente e 20 anualmente para 3,3%. A mudança foi principalmente devido a melhoras na carteira de grandes empresas, cuja inadimplência caiu de 1.9% pra 1.1% no trimestre.
Outro ponto positivo foi o do segmento de seguros, que cresceu 10% anualmente e 12% no trimestre para R$ 3,9 bilhões. O resultado é especialmente bom se considerarmos que o negócio estava apresentando decréscimo trimestral nos últimos dois trimestres.
Custos ainda estão altos, mas melhorando. Gastos administrativos e com pessoal totalizaram R$ 10,3 bilhões no período, sendo que gastos com pessoal apresentou uma melhora de 3% trimestralmente para R$ 5,5 bilhões, mas foi compensado pelo crescimento de outras despesas administrativas. O destaque negativo veio nas despesas com marketing, que cresceram 20% anualmente e 46% trimestralmente para R$ 600 milhões.
O Bradesco BBDC4 soltou um guidance para 2020. O novo guidance indica que o banco deve continuar originando bem em 2020, com a margem financeira acompanhando melhor o crescimento da carteira e custos mais controlados, o que é positivo para o Bradesco BBDC4. Porém consideramos conservador o crescimento do segmento de seguros apresentado pela cia, de 4 a 8% em 2020.