B3 (B3SA3)

A B3 (B3SA3) acabou de postar seus resultados do terceiro trimestre, e o lucro foi impressionante – mas ainda assim aquém das expectativas de mercado. A receita total deu um salto de 34% anualmente para R$ 1.7 bilhão, principalmente devido ao segmento de ações e instrumentos de renda variável, que cresceu incríveis 73% ano contra ano para R$735 milhões, alcançando sozinho 43% das receitas totais da B3 (B3SA3). A B3 (B3SA3)também conseguiu controlar bem suas despesas, demonstrado pelo fato que estas cresceram apenas 6% anualmente para R$678 milhões, acima da inflação mas ainda muito abaixo do crescimento das receitas. Não obstante, outras linhas ajudaram, como a de resultados financeiros que teve maiores receitas e menores despesas financeiras. Consequentemente, o lucro ajustado cresceu incríveis 39% anualmente para R$851 milhões, mas ainda assim não foi capaz de atingir as expectativas do mercado, que esperava um lucro ajustado de R$905 milhões. Sendo assim, acreditamos que as ações podem reagir negativamente ao resultado apresentado.

A B3 (B3SA3) está surfando em um cenário econômico mais favorável, com juros mais baixos e migração para renda variável, o que tem gerado recordes de volumes negociados na bolsa. E não esperamos que esse fluxo diminua, mas inclusive aumente devido as reformas e uma gradativa retomada da economia. Porém, nós reiteramos a nossa recomendação neutra no papel, uma vez que acreditamos que esse crescimento já está implícito no preço atual da ação.

B3 (B3SA3)

Compre ações e se torne sócio das maiores empresas do Brasil.

Destaques

Ações decolaram. O segmento de ações cresceu 73% anualmente para R$ 735 milhões, principalmente puxado pelo segmento de negociações, que cresceu quase 80% no ano contra ano para R$624 milhões. O crescimento é explicado pelos maiores volumes de negociação e maiores emissões no mercado. Os produtos de emissão inclusive tiveram crescimento superior a 100%, chegando a R$ 32 milhões de resultado.
Balcão desapontou. O segmento de balcão teve uma queda de 4% anual para R$ 240 milhões, principalmente devido aos descontos promocionais que a B3 (B3SA3) está dando.
Gastos sob controle. A cia conseguiu crescer seus gastos em níveis controlados, com crescimento anual de 5,5% para R$ 677 milhões. Entre as linhas que mais contribuíram, destacamos a linha de pessoas e de serviços de terceiros, que não cresceu e decresceu, respectivamente.