Aplicações que rendem mais que poupança

O investimento mais popular entre os brasileiros está longe de ser o mais rentável.  Com pouco esforço é possível encontrar várias aplicações que rendem mais que poupança, e isso sem perder em segurança. Por isso, raramente a poupança faz parte dos planos de um investidor que tenha planejado sua jornada.

O baixo rendimento da poupança acontece porque os bancos lucram tomando e cedendo empréstimos, ou seja, o dinheiro que o banco toma dessa e de outras formas de crédito é emprestado para outras pessoas com taxas maiores.

Essa diferença entre taxas é denominada spread bancário e quanto menores os juros pagos à poupança, maior o spread e maiores os lucros do banco.

O post de hoje mostrará algumas alternativas de aplicações simples que podem ser usadas para evitar a baixa rentabilidade da poupança. Se você quer que o seu capital gere mais lucros para você e menos para o seu banco, siga conosco!

1. Tesouro direto

Investir em títulos públicos pode ser considerado o primeiro passo para quem busca aplicações que rendem mais que a poupança. O tomador do empréstimo é o governo federal, portanto trata-se de um investimento seguro.

Para comprar essa aplicação é necessário o intermédio de corretora ou banco, porém, o investimento pode ser feito através da internet.

Bastante democrático, pode-se começar a investir em tesouro direto com pouco mais de 30 reais, mas, assim como em outras aplicações, é importante estar atento a taxas e descontos por resgate antecipado.

2. Letras de crédito agrário e imobiliário (LCA e LCI)

Essas aplicações cedem crédito para investimentos no setor agrário e imobiliário, como os nomes sugerem. Funciona da seguinte forma: uma instituição financeira toma o empréstimo e cede o dinheiro novamente para investidores desses dois segmentos.

As letras de crédito têm prazo mínimo de aplicação e só podem ser resgatadas no vencimento. Como são isentas de impostos, rendem mais que a poupança.

O grau de segurança desses ativos é o mesmo da instituição emissora, o que já os torna seguros. Caso a instituição não consiga arcar com a devolução do dinheiro, o Fundo Garantidor de Créditos (FGC) resgata o investidor.

3. Certificado de depósito bancário (CDB)

Novamente, se trata de um empréstimo a uma instituição financeira. Os CDBs, entretanto, não precisam ser direcionados a investimentos em determinadas áreas.

A segurança dessa aplicação está atrelada à solidez da instituição que toma o empréstimo. Como é possível supor, isso faz com que as melhores taxas de retorno estejam em CDBs de bancos menores. Como o FGC novamente dá garantias ao investidor, é possível aproveitar a alta rentabilidade dessa aplicação sem medo de perder dinheiro.

As taxas pagas pelas instituições aumentam de acordo com o prazo de vencimento, e o imposto de renda (IR) cobrado, por sua vez, decresce com maiores prazos de vencimento. Esses fatores tornam os CDBs muito atrativos para quem busca aplicações que rendem mais que poupança no médio prazo.

4. Fundos de renda fixa

Um fundo de investimentos é a união do capital de vários investidores. Essa massa de dinheiro é gerida por um profissional especializado, que sabe a melhor forma de direcionar os investimentos.

No caso específico de fundos de renda fixa, a maior parte dos papéis adquiridos têm taxas pré-fixadas. Como o gestor adquire diversas aplicações que rendem mais que poupança, os fundos também têm um rendimento mais alto.

Porém, é importante ficar atento à taxa de administração do fundo. Ela estará sempre presente, já que banca custos operacionais e o salário do gestor, mas se forem taxas muito altas podem corroer a boa rentabilidade da aplicação.

Aplicações que rendem mais que poupança

Viu só? É possível investir de maneira segura e obter muito mais retorno do que mantendo o dinheiro na poupança.

Lembre-se que as opções apresentadas neste post são apenas algumas entre as várias existentes. Por isso, é recomendado que você pesquise bem antes de escolher como aplicar seu dinheiro. Com uma boa análise das opções disponíveis, a sua rentabilidade certamente será maior.

Gostou das nossas dicas? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário neste post contando suas experiências!