Poupança é Passado

Existem muitos investimentos melhores do que a poupança. Eles são opções tão seguras quanto e ainda mais rentáveis.

A poupança, em alguns casos, tem uma rentabilidade ainda inferior à taxa de inflação, o IPCA. Em outras palavras, dependendo de como anda a economia e o IPCA, você pode estar “perdendo dinheiro” ao investir na poupança.

A poupança é a aplicação mais popular no Brasil. Entretanto, isso não significa que ela seja o melhor investimento para você. Muito pelo contrário.

Se você possui qualquer valor alocado na poupança, você deveria resgatá-lo assim que possível na data de aniversário da poupança (já que essa é a única forma de resgatar seu capital sem perder rendimento).

O Mercado Financeiro para 2020 está bastante promissor, para investir com assertividade é necessário acompanha-lo de perto.

2019 foi um ano de grandes mudanças estruturais em nosso pais como por exemplo a tão famosa reforma da previdência.

Os Investidores e as instituições estão otimista porém atentos com a evolução da agenda reformista que o Brasil esta passando.

Pelo momento de mudança que estamos enfrentando, com queda juros e expectativa de crescimento da atividade econômico estão aparecendo boas alternativas para você melhorar a rentabilidade dos seus investimentos independente do seu objetivo e perfil de risco.

Nós acompanhamos o mercado financeiro todos os dias em busca das melhores oportunidades para ajudar você ter uma boa gestão de risco com ótima rentabilidade. Conte conosco para receber recomendações e informações relevantes exclusivas para lhe auxiliar na tomada de decisões.


Investimentos melhores que a Poupança

Ações

Invista em ações e seja sócio das principais empresas do país. Além de poder ganhar com o crescimento e distribuição de lucro das empresas, com a XP, você aprenderá estratégias para aproveitar o crescimento da Bolsa de Valores.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um dos investimentos mais populares do Brasil. Um dos motivos para isso é o fato de o programa realizar a negociação de títulos públicos, que são os títulos mais seguros do mercado.

Fundos Imobiliários

Os Fundos de Investimento Imobiliário (FII) são formados por investidores que querem aplicar em negócios imobiliários, desde o desenvolvimento de algum empreendimento até imóveis prontos, obtendo retorno pela exploração desses locais, seja alugando, arrendando, vendendo, etc.

CDB

Se você está começando a investir, um dos investimentos mais simples e populares do mercado é o CDB, o Certificado de Depósito Bancário. Este é um investimento que, além de ser tão seguro quanto a poupança, tem uma rentabilidade maior ainda.

Mais Opções para Fugir da Poupança

Fundos de Ações
Os fundos de ações têm um mix de ações diversas, além de outros produtos de investimento embutidos. Esse mix é gerenciado por uma empresa financeira que administra o fundo. E, em vez de comprar todas as ações basta comprar uma cota do fundo.

COE
Os certificados de operações estruturadas (COE) misturam a renda fixa com renda variável. Existem vários tipos de COE. O mais comum é aquele que envolve três ou quatro ações de grandes empresas. De seis em seis meses é feita a verificação que avalia se as ações estão acima do valor em que estavam quando do início do COE. Se sim, o COE é encerrado e o investidor recebe um cupom de juros bem superior à renda fixa. Se não, o COE continua por um prazo que pode ser entre dois e cinco anos, com verificações de seis em seis meses. A cada verificação os cupons são acumulados. Se ao final do COE as ações não estiverem todas acima do preço inicial, o investidor recebe seu dinheiro de volta.

ETF
Outra forma de diversificar facilmente o investimento em ações são os ETF (Exchange Trading Funds ou Fundos de Índice). Como o nome indica, um ETF é um ativo que replica o comportamento de um determinado índice. Existem diversos. O mais popular, no Brasil, é o BOVA11, que replica o comportamento do Índice Bovespa, que hoje traz 64 das ações mais negociadas na bolsa de valores do Brasil

Ter uma carteira de investimentos bem diversificada, é um passo importante para reduzir riscos, elevar o potencial de ganhos e criar uma estratégia de rendimentos que faça o seu dinheiro crescer, independentemente do cenário econômico.